quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Bahia disputa títulos masculino e feminino de futsal pelos Jogos Escolares da Juventude


Com cinco gols de Diego Gabriel e três gols de Jamile Arrais e de um de Yasmim Leal, as equipes de futsal masculino e feminino da Bahia (Colégio Integral) venceram por 5 a 0 e 4 a 2, nesta quarta-feira (28), os times de Sergipe e de Rio Grande do Norte, respectivamente. Com esse resultado, as duas equipes irão disputar as finais dos Jogos Escolares da Juventude – etapa 12 a 14 anos –, realizadas em João Pessoa (PB). Ao garantir disputar a final, os dois times também ascenderam à primeira divisão da competição, algo inédito para a Bahia. As partidas, que valem a medalha de Ouro, serão decididas nesta quinta-feira (29), quarto e último dia dos jogos.

Os estudantes atletas da Bahia começam a decidir as finais pela manhã, com a equipe feminina de futsal encarando o time do Rio de Janeiro às 10h30. Já os meninos decidem o título contra a equipe do Rio Grande do Norte, às 16h – na fase de grupos, a Bahia venceu por 3 a 0 o time pontiguar. Os dois jogos serão realizados no Centro de Ensino da Polícia Militar, na capital paraibana.
O autor dos cinco gols, todos marcados no segundo tempo, não escondeu o choro de felicidade após o apito final do árbitro. “O mais importante foi marcar e ajudar o meu time na luta pelo título. Quero dedicar este jogo a minha mãe, Elaine de Paula, e aos meus familiares e amigos da Cidade Baixa, em Salvador”, disse Diego Gabriel.


Desafio - Eliminadas das disputas da fase classificatória, as equipes masculinas e femininas de vôlei (Colégio Módulo e Colégio Geo/PB), handebol (Colégio São José) e do basquete (Salesiano Dom Bosco) disputaram nesta quarta-feira (28), o torneio Desafio Coca Cola. Nessa competição, os times baianos mostraram força e venceram os jogos. Pelo basquete, os meninos ganharam por 23 a 11, o Piauí. No vôlei masculino, a Bahia derrotou por 2 sets a 0 o time do Mato Grosso do Sul; pelo vôlei feminino, as meninas não tiveram a mesma sorte e perderam por 2 sets a 0 para Roraima. A equipe feminina de handebol venceu a do Distrito Federal por 18 a 10. O handebol masculino vai jogar nesta quinta-feira, 29.

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem os melhores atletas escolares com idade entre 12 e 14 anos. Para representar a Bahia na etapa nacional, os integrantes da delegação tiveram que vencer os Jogos das Seletivas Escolares, promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), que também cedeu as passagens aéreas para deslocamento de toda a delegação.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio master da Coca-Cola.

ACOM/SUDESB

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Futsal da Bahia brilha e se classifica para semifinais

As equipes masculina e feminina de futsal (Colégio Integral) da Bahia avançaram às semifinais dos Jogos Escolares da Juventude – etapa de 12 a 14 anos –, que estão sendo realizadas até esta quinta-feira, dia 29, em João Pessoa (PB). O time feminino derrotou a equipe de Pernambuco por 3 a 1, na manhã de segunda, 26, e conquistou antecipadamente a vaga para as disputas finais. À tarde, foi a vez de os meninos derrotar a equipe do Espírito Santo por 8 a 1 e, também, conquistar vaga antecipada. Os jogos das semifinais vão acontecer nesta quarta-feira, 28, pela segunda divisão da competição.

"Sempre jogamos com muita raça, muita vontade. Nosso treinador passa esse espírito para nós. No ano passado, conseguimos a medalha de ouro e o acesso para a segunda divisão. Este ano, queremos garantir vaga na elite da competição", disse o ala Luan Moreira, da equipe baiana, que participa pela segunda vez da maior competição escolar do Brasil.

Técnico das duas equipes – masculina e feminina –, Marcones Ribeiro, ex-atleta profissional de futebol, participa pela sexta vez dos Jogos Escolares. “Estamos mais experientes e mais conscientes do trabalho que estamos fazendo em nossa escola”, disse o treinador, que espera conquistar o acesso à primeira divisão com as duas equipes, algo que para Bahia será inédito.

"Eles (os times) estão me surpreendendo, inclusive pela garra que apresentam durante as partidas. Essa garra e dedicação eu levo para dentro de quadra, demonstrando algo que aprendi no futebol: ser mais competitivo e enxergar as coisas de forma diferente, sendo mais agressivo e vertical”, finalizou Marcones.

Outros jogos – O handebol masculino e feminino da Bahia tem tido uma participação mais discreta durante os jogos. As equipes do Colégio São José perderam as duas partidas que fiz
eram. No fim da tarde desta segunda-feira (26), o time masculino foi goleado por 30 a 11 para os estudantes do Amazonas. Já as meninas perderam por 24 a 09 para a equipe de João Pessoa.

O vôlei masculino (Colégio Módulo) e o vôlei feminino (Colégio Geo de Juazeiro/Ba) também perderam os seus jogos. Os atletas de Salvador, que estão disputando a segunda divisão, vieram para João Pessoa no intuito de tentar se manter nesta posição. No entanto, os resultados dos jogos não estão sendo favoráveis ao vôlei baiano: no jogo de ontem, o masculino perdeu por 2 sets a 0 para o Maranhão. A equipe feminina de Juazeiro, que participa pela primeira vez do torneio nacional, da terceira divisão, perdeu por 2 sets a 0 para o Mato Grosso do Sul.

O basquete do Salesiano Dom Bosco, de Salvador, disputou duas partidas até então e também perdeu os jogos. Em uma partida bastante acirrada, os baianos perderam por um ponto para a equipe de Sergipe, 20 a 19. Todas as equipes baianas que representam a Bahia nos jogos coletivos disputam nesta terça-feira (27), a terceira e última partida da fase classificatória.

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem os melhores atletas escolares com idade entre 12 e 14 anos. Para representar a Bahia na etapa nacional, os integrantes da delegação tiveram que vencer os Jogos das Seletivas Escolares, promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), que também cedeu as passagens aéreas para deslocamento de toda a delegação.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio master da Coca-Cola.

domingo, 25 de setembro de 2016

Começam as competições das modalidades coletivas dos Jogos Escolares da Juventude

Um novo grupo de estudantes da Bahia já está em Joao Pessoa (PB), para a disputa das modalidades coletivas dos Jogos Escolares da Juventude 2016, etapa de 12 a 14 anos. Deste domingo, 25, até quinta, dia 29, serão realizadas partidas pelos torneios feminino e masculino de basquetebol, futsal, handebol e voleibol do evento. Nesta fase, 86 pessoas entre jogadores, dirigentes e treinadores da delegação baiana se juntaram aos cerca 4 mil jovens quem competem nesta edição dos Jogos.

Após os torneios das modalidades individuais de natação, luta olímpica, xadrez, atletismo, judô, tênis de mesa e ginástica rítmica, encerrados na ultima sexta, 23, quando a Bahia conquistou nove medalhas – uma de prata e oito de bronze –, é chegado o momento de o maior evento esportivo escolar do país receber os jovens das modalidades coletivas.

A Bahia será representada pelas seguintes escolas: Módulo (vôlei masculino) e Geo de Juazeiro (vôlei feminino); Colégio Integral (futsal masculino e feminino); Colégio São José (handebol masculino e feminino) e Salesiano Dom Bosco (basquete masculino). A B
ahia não teve equipe representante no basquete feminino.

Primeiros resultados – Na manha deste domingo algumas equipes já entraram em quadra. A primeira vitória veio no futsal feminino que venceu a equipe do Espirito Santo por 3 a 0, já os meninos venceram por 2 a 1 a equipe de Brasília. O handebol feminino perdeu na estreia para Goiás por 13 a 8. As meninas do vôlei perderam por 2 sets a 0 para equipe do Goiás, já os meninos foram derrotados por 2 sets a 1 pela equipe do Rio Grande do Norte.

Os Jogos Escolares da Juventude reúnem os melhores atletas escolares com idade entre 12 e 14 anos. Para poder representar a Bahia, os integrantes da delegação tiveram que vencer os Jogos das Seletivas Escolares, promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio master da Coca-Cola.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Atletas de modalidades individuais garantem nove medalhas à Bahia


Com nove medalhas conquistadas – uma de prata e oito de bronze –, os atletas baianos de 12 a 14 anos que disputaram provas nas modalidades individuais despedem-se de João Pessoa, capital que sedia os Jogos Escolares da Juventude de 2016. Natação e judô garantiram à Bahia na tarde desta sexta, 23, terceiro e último dia da competição, a medalha de prata e a oitava medalha de bronze, respectivamente. No domingo, começa a segunda etapa dos jogos dessa faixa etária, com atletas da Bahia e de outros estados brasileiros disputando provas das modalidades coletivas de basquete, handebol, vôlei e futsal.

Ao marcar o tempo de 2min66s, o atleta Theo Teixeira Esteves assegurou a medalha de prata para a natação. Na véspera, Theo, que é beneficiado pelo Governo do Estado com o Programa de incentivo fiscal FazAtleta e com duas participações nos Jogos Escolares da Juventude, já havia conquistado nesta edição o bronze na prova 100 metros livre. Bastante feliz com as duas medalhas, segundo ele “as mais importantes de sua carreira”, Theo retorna a Salvador focado agora no Trofeu Internacional Chico Piscina, que acontece no início do mês de outubro em Mococa, São Paulo.

“Essas duas medalhas aumentam minha determinação em treinar cada vez mais, e me deram mais confiança para a participação nessa competição internacional em São Paulo”, disse o jovem atleta, de 14 anos e aluno do 9º ano do Colégio Perfil. Theo dividiu o podium com estudantes do Espírito Santo (bronze) e do Rio Grande do Sul (ouro).

Judô – A terceira medalha de bronze do judô baiano nesta etapa de 12 a 14 anos foi conquistada na prova por equipe feminina. As judo
cas Ana Karolina, Jaqueline Ribeiro, Rachel Rocha, Ana Júlia Santana, Márcia Miranda e Alessandra Silva lutaram com garra e determinação, vencendo a equipe de Santa Catarina e conquistando o terceiro lugar. Em provas individuais de judô, já tinham feito bonito no tatame Jaqueline Ribeiro e Gabriel da Conceição Ferreira, que na quarta, 22, conquistaram o bronze na prova meio leve e super ligeiro, respectivamente.

Ao assegurar nove medalhas nas provas individuais nos Jogos de 2016, os atletas de 12 a 14 anos da Bahia superaram, em número, o desempenho do ano passado, quando garantiram oito medalhas para o estado. Nesta edição, também foi a primeira vez que a luta olímpica juvenil baiana subiu ao podium dos Jogos Escolares: o mérito foi do jovem Leon Santos, que pela primeira vez participa de uma etapa nacional do maior evento esportivo estudantil do país.

Além dessas modalidades, a Bahia trouxe para a competição atletas de tênis de mesa, atletismo, ginástica rítmica, xadrez e badminton (essa última, pela primeira vez com representação do estado.

Coletivos – A partir de domingo, a atenção estará voltada para os jogos coletivos, que seguem até quinta-feira, dia 29, também na capital da Paraíba. Nesta etapa, a Bahia participa com 73 atletas que formam equipes masculinas e femininas de futsal, vôlei (o grupo feminino é do município de Juazeiro) e handebol. No basquete, a Bahia participa apenas com equipe masculina.

Tanto os atletas das modalidades individuais e coletivas, assim como técnicos, professores e oficiais viajam a João Pessoa com passagens aéreas cedidas pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte. Nas duas etapas (individuais e coletivos), a delegação da Bahia soma cerca de 200 pessoas e pela primeira vez viaja em voo charter contratado pela autarquia estadual de esporte.

Os Jogos Escolares da Juventude têm organização do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em parceria com Ministério do Esporte e Organizações Globo, recebendo também apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio da Coca-Cola.

Veja lista dos nomes dos atletas baianos de 12 a 14 anos que conquistaram medalhas na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, modalidades individuais:

NATAÇÃO
PRATA 
Theo Teixeira Alay Esteves – prova 200M Livre

BRONZE 
Bárbara Gonzaga de Jesus – prova 50M Livre
Bárbara Gonzaga de Jesus – prova 100 M Livre
Theo Teixeira Esteves – 100 M Livre
João Carlos Barros – 50 M Peito

JUDÔ
BRONZE 
Jaqueline Ribeiro do Nascimento – Meio Leve (até 44kg)
Gabriel da Conceição – Super Ligeiro (até 36kg)
Ana Karolina (-36), Jaqueline Ribeiro (até 44kg), Rachel Rocha (-48kg), Ana Júlia Santana (-53kg), Márcia Miranda (-58kg) e Alessandra Silva (+64kg) – Prova por Equipe

LUTA OLÍMPICA
BRONZE 
Leon Santos – Médio (de 53 kg até 59 kg)

Atletas da Bahia conquistam seis medalhas no segundo dia de competição


Seis medalhas de bronze foram conquistadas por atletas baianos na quinta-feira, 22, segundo dia de competição dos Jogos Escolares da Juventude, faixa etária de 12 a 14 anos. Três medalhas ficaram com a natação, seguida do judô com duas e uma da luta olímpica, modalidade que pela primeira vez garante a um baiano lugar no podium. Com a medalha também de bronze conquistada na quarta-feira, 21, pela atleta de natação Bárbara Gonzaga de Jesus, a Bahia já soma sete medalhas asseguradas na edição deste ano.

A primeira medalha baiana do dia saiu para o judô, na prova meio leve realizada pela manhã, quando a atleta Jaqueline Ribeiro dos Santos, 14 anos, aluna do Colégio Estadual Rafael Oliveira, mostrou superioridade técnica e derrotou a adversária do Distrito Federal. Jaqueline dividiu o podium com jovens atletas do Amazonas (que também conquistou o bronze), Mato Grosso do Sul (prata) e Alagoas (medalha de ouro). Essa é a terceira participação de Jaqueline em edições dos Jogos da Juventude e a segunda vez que conquista medalha: em 2015, também levou o bronze na prova ligeiro (40kg).

A judoca começou a praticar o esporte no Projeto Social Judô Nova União, que funciona no bairro de Cajazeiras, onde mora a atleta. Neste local, ela treina terças e quinta, mas, a partir de 2011, quando passou a também integrar o projeto da Associação Judô Nova União, no bairro do Stiep, o ritmo de treinamentos intensificou, passando a serem feitos também às segundas, quartas e sextas.

Natação - Na parte da tarde, foi a vez de os atletas de natação fazerem bonito na Vila Olímpica. Bárbara Gonzaga de Jesus, aluna do Colégio Salesiano, subiu ao podium pelo segundo dia consecutivo, desta vez para receber o bronze pelo terceiro lugar na prova 100 metros livre. Logo em seguida, foi a vez de Theo Teixeira Esteves também assegurar o bronze na prova 100 metros livre. Estreante nos Jogos Escolares, João Carlos Barros Silva, 14 anos, foi o terceiro atleta baiano de natação a subir no podium na tarde de quinta, conquistando medalha de bronze na prova 50 metros peito.

Além de terem assegurado as medalhas, os três atletas de natação têm em comum o fato de receber apoio financeiro do Governo do Estado: Bárbara e João recebem 600 reais mensais pelo Programa Bolsa Esporte (categoria nacional B), enquanto Theo tem o incentivo do Programa FazAtleta.

Acompanhando o filho João Carlos na competição em João Pessoa, Marilene Mendes de Barros – uma dos 20 familiares de atletas sorteados pela Sudesb para integrar a delegação baiana – estava bastante emocionada pela conquista do seu menino. “Estou muito feliz e emocionada. É maravilhoso estar vivendo essa experiência ao lado de meu filho. E estou aqui graças a essa possibilidade criada pela Sudesb de trazer alguns pais para essa etapa nacional dos Jogos. É uma emoção muito grande ver meu filho e tantas outras crianças vivenciando essa experiência, sabendo que muitos deles estão andando de avião pela primeira vez, estão conhecendo uma hospedagem de hotel, além da oportunidade de se relacionar com outras pessoas e culturas”, observou Marilene.

Judô – O judô e a luta olímpica contemplaram a Bahia com as duas últimas medalhas do dia: o judoca Gabriel da Conceição Ferreira, 13, aluno da Escola Municipal Antonio Carlos Magalhães, conquistou o terceiro lugar na prova super ligeiro, e Leon Santos, 14 anos, deu a primeira medalha ao estado na modalidade Luta Olímpica (essa é a segunda vez que a Bahia traz atleta desse esporte para a etapa nacional – a primeira foi na edição de 2015). Leon, aluno do Colégio Estadual Abílio Cesar Borges e integrante de projeto social financiado pela Sudesb, conquistou o bronze na prova super ligeiro.

Nesta sexta-feira, 23, terceiro e último dia de competição, os atletas baianos voltam a disputar mais medalhas. As meninas da Ginástica Rítmica Alana Barbosa e Lara Louise Medrado estão classificadas para a prova final. Na natação, atletas disputam provas com chances reais de medalhas, assim como o judô, que participa das provas por equipes no masculino e no feminino. Os meninos e meninas do atletismo, em sua maioria dos municípios de Juazeiro e Jaguarari, voltam às provas de pistas e de lançamento de discos e de dardos, mas pela pontuação obtida nas etapas classificatórias já não disputam mais medalhas.

Principal celeiro de revelação de jovens atletas do país, os Jogos Escolares da Juventude têm organização do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em parceria com Ministério do Esporte e Organizações Globo, recebendo também apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio da Coca-Cola.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Natação dá a primeira medalha para a Bahia


Veio da natação a primeira medalha da Bahia nos Jogos Escolares da Juventude/2016, faixa etária de 12 a 14 anos, que teve abertura na noite de terça-feira, em João Pessoa/Paraíba: Bárbara Gonzaga de Jesus, 14 anos, conquistou a Medalha de Bronze na prova 50 metros livres realizada na tarde de ontem, 21. A baiana dividiu o podium com atletas do Distrito Federal e de São Paulo, que ganharam as medalhas de prata e ouro, respectivamente.

Subir ao podium dos Jogos Escolares da Juventude já faz parte da historia de Bárbara Gonzaga, aluna do Colégio Salesiano Dom Bosco, Salvador. Essa é a terceira edição dos Jogos que ela participa, tendo conquistado Medalha de Bronze em 2014 e uma Medalha de Bronze e duas de Prata na edição de 2015. Apesar de ter feito o melhor tempo nas fases classificatórias realizadas na parte da manhã, a atleta de natação reconheceu que não teve uma boa saída, o que atrapalhou um melhor desempenho na prova, terminando com o tempo de 27s69. “Mas sigo em busca do Ouro, corrigindo os erros de hoje nas duas provas que ainda irei competir nesses Jogos, que são os 100 metros livre, na quinta, e o 50 metros de costas, na sexta-feira, último dia dos Jogos”, afirmou Bárbara.

Neste ano de 2016, Bárbara passou a contar com o apoio do programa Bolsa Esporte, criado pelo Governo do Estado para apoiar e incentivar esportistas baianos. O seu perfil encaixa-se na categoria Nacional B, recebendo um auxílio de seiscentos reais mensais para reforçar sua preparação técnica.

Outras modalidades – Neste primeiro dia de competição da etapa dos jogos individuais para faixa etária de 12 a 14 anos, os atletas da Bahia também marcaram posição em outras provas esportivas. No atletismo, Thaissa Fonseca Santos, aluna do Instituto Social da Bahia, garantiu vaga na semifinal da prova de 75 metros rasos, que acontece nesta quinta, às 10h30. No judô feminino, Ana Júlia Santana da França, aluna do Colégio Estadual Brigadeiro Eduardo Gomes, de Salvador, disputou medalha de Bronze na categoria meio médio, mas não conseguiu superar a judoca de Santa Catarina.

Nesta quinta-feira, 2, os atletas baianos voltam a disputar provas nas modalidades de natação, atletismo, badminton, luta olímpica, judô, xadrez, tênis de mesa e ginástica rítmica. Das 10 modalidades esportivas individuais que o Comitê Olímpico do Brasil (COB) disponibilizou para esta edição, a Bahia só não tem representação no ciclismo e no vôlei de praia.
Bahia inova na cobertura – A performance dos atletas baianos está sendo acompanhada de perto por uma equipe da TV Educativa da Bahia –um repórter e dois cinegrafistas –, que veio a João Pessoa para a cobertura jornalística das provas esportivas. Essa é a primeira vez que a delegação da Bahia é acompanhada com exclusividade por uma equipe de televisão. A novidade agradou aos atletas e técnicos, e tem chamado a atenção de outros estados, que já defendem que este modelo de cobertura seja seguido por outras TVs públicas.

Essa conquista foi possível graças a uma parceria entre a Sudesb, que cedeu passagens aéreas para a equipe, e o Irdeb, que disponibilizou os profissionais e despesas com hospedagem, alimentação e traslado do grupo.

Os 64 estudantes baianos que disputam jogos individuais deste ano, comissão técnica e oficiais da comitiva vieram a João Pessoa com passagens aéreas cedidas pela Superintendência do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio da Coca-Cola.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Atletas estudantes da Bahia já disputam, em João Pessoa, provas individuais dos Jogos Escolares da Juventude

Inspirados nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, que acabam de acontecer no Rio de Janeiro, os estudantes atletas da Bahia já estão em João Pessoa, na Paraíba, ocupando quadras, pista de atletismo, tatames, piscinas e outros espaços esportivos em disputa por medalhas dos Jogos Escolares da Juventude, faixa etária de 12 a 14 anos, pelos jogos individuais. Hoje, 21, é o primeiro dia de competição, reunindo estudantes atletas de todos os 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal com disputas acontecendo até sexta-feira, 23, em 13 modalidades individuais.

Ontem, 20, véspera do início da competição, a delegação baiana participou à noite da cerimônia de abertura dos Jogos, realizada no Ginásio da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A solenidade iniciou com a apresentação do grupo folclórico Sesc Paraíba, que apresentou ao público presente um pouco da cultura local. Coube ao maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima acender a Pira dos jogos, repetindo um gesto feito há pouco mais de um mês, quando também foi o responsável por acender a Pira dos Jogos Rio 2016.

Delegação baiana – Na etapa dos jogos individuais, a Bahia se faz presente com 64 atletas de 12 a 14 anos de escolas públicas e privadas da capital e do interior. Desse total, 25 são de cidades como Juazeiro, Jaguarari, Curaçá, Vitória da Conquista e dos municípios metropolitanos de Camaçari e Lauro de Freitas. Eles disputam medalhas nas modalidades de atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez e badminton, que pela primeira vez tem representação do estado da Bahia.

Tantos estudantes como comissão técnica e oficiais da comitiva viajam a João Pessoa com o apoio da Superintendência do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). O traslado foi feito por meio de voo fretado pela primeira, o que possibilitou, além de economia para o estado, a abertura de vagas para 20 pais de alunos, uma novidade também desta edição. Ao todo, foram 102 pessoas nesta primeira etapa. A segunda será a delegação dos jogos coletivos, com grupo embarcando de Salvador em direção á capital paraibana na madrugada do dia 24 (sábado).

Sobre os Jogos Escolares – maior evento esportivo estudantil do Brasil conta com a participação de estudantes de 26 estados, mais o Distrito Federal. Uma delegação da Argentina também participa dos Jogos como convidada, trazendo uma equipe de atletismo composta por 12 atletas. Anualmente, os Jogos contemplam mais de dois milhões de jovens nas seletivas municipais e estaduais, organizadas pelos estados e municípios, representando 40 mil escolas de quase 4 mil cidades do Brasil.

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio do Governo da Paraíba e da Prefeitura Municipal de João Pessoa e patrocínio master da Coca-Cola.