quarta-feira, 11 de abril de 2018

Sudesb promove reunião para preparação dos Jogos Escolares da Juventude 2018


Equipe da Sudesb, responsável pela organização dos jogos na Bahia, recebe técnicos, professores e federações para discutir seletivas estaduais

 Duas reuniões agendadas para a próxima semana dão início à preparação da Bahia para os Jogos Escolares da Juventude 2018. Na terça-feira, dia 17, a partir das 9h, na Tribuna de Honra, do Estádio de Pituaçu, gestores da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego e Esporte (Setre), reúnem-se com professores e técnicos responsáveis pelas equipes que participarão das seletivas estaduais dos Jogos. Já na quarta-feira, 18, a equipe da Sudesb volta a se reunir com dirigentes de federações de esporte para discutir a organização das seletivas. 

 A etapa estadual, programada para acontecer em agosto, conta com a organização do Governo do Estado, por meio da Sudesb, responsável pela realização e logística da seletiva estadual das modalidades esportivas individuais e coletivas. As equipes selecionadas nesta etapa representarão a Bahia na fase nacional, que ocorrerá em novembro, em Natal, Rio Grande do Norte.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Atletas baianos que conquistaram medalhas nas etapas nacionais dos Jogos Escolares da Juventude/2017 – Brasília/DF

FAIXA ETÁRIA – 12 A  14 ANOS (12 a 21 de setembro, em Curitiba/PR)
 Modalidades Individuais

ATLETISMO
01 Medalha de Prata

Évila Michele, de Itacaré/Povoado de Taboquinhas - prova 1000 metros rasos. Aluna do Instituto Municipal de Educação Paulo Souto




TÊNIS DE MESA
01 Medalha de Bronze

Kauan Monteiro e Iuki Cauan, de Camaçari – prova por equipe masculina. Alunos da Escola São Tomaz de Cantuária e do Colégio Municipal Caminho do Mar, respectivamente.

Foto: Dayse Faleta



GINÁSTICA RÍTMICA
01 medalha de bronze

Alana Barbosa Santos, de Salvador – prova aparelho com arcos. Aluna do Colégio Estadual Manoel Vitorino 

Foto: Dayse Faleta


FAIXA ETÁRIA – 15 A  17 ANOS (16 a 25 de novembro, em Brasília/DF)
Modalidades Individuais


 JUDÔ
01 Medalha de Ouro
Ronaldo Fiúza Borges (Colégio Manoel Devoto) / Salvador

Foto: Dayse Faleta



                                   
01 Medalha de Ouro
Categoria por equipe Masculino (passou para a primeira divisão):
Pedro Souza de Azevedo (Colégio Cândido Portinari)
Arnou Sena Netto (Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, de Canavieiras)
Luiz David de Souza (Colégio Estadual Antônio Balbino, de Madre de Deus)
Gabriel Alves Matos (Colégio Estadual Manoel Devoto)
Ronaldo Fiúza Borges (Colégio Estadual Manoel Devoto)
Foto: Dayse Faleta
                                  

1 Medalha de Prata
Categoria por equipe Feminino (passou para a primeira divisão):
Ana Karolina Santana da Silva (Colégio Estadual Antonio Balbino)
Priscila Guerreiro (Colégio Perfil)
Ana Paula Tártari (Colégio Sartre COC)
Rachel Rocha Silva (Colégio Oficina de Vitória da Conquista)
Gabrielle Santos de Santana (Colégio Estadual Régis Pacheco, de Jequié)

04 Medalha de Bronze
Arnou Sena Lôbo Netto (Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães)/ Canavieira
Ana Karolina Santana da Silva (Colégio Estadual Antônio Balbino) / Salvador
Ana Paula Tártari (Colégio Sartre COC – Monet Vilas) / Salvador
Priscila Guerreiro Santos (Colégio Perfil) / Salvador

VÔLEI DE PRAIA (passou para a primeira divisão):
01 Prata

Cleiton Diego Negris de Sousa e Jackson Vitor Paim (ambos do Colégio Estadual Edvaldo Brandão) / Salvador

ATLETISMO
01 Bronze
Thaís Souza Martins (Escola Municipal Luís Ferreira Matos) / Jaguarari
Foto: Dayse Faleta
                       


LUTA OLÍMPICA
01 Bronze
Categoria por Equipe:
Maria Fernanda Uzeda da Silva (Colégio Sarte COC – Monet Vilas)
Thifane Graziele de Oliveira (Colégio Estadual Abílio César Borges)
Anna Luísa Monteiro (Colégio Municipal Paulo VI)
João Ataíde Correia (Colégio Estadual Abílio César Borges)
Messias Marques Magalhães (Colégio Estadual D. Jenny Gomes)
Inácio Carvalho de Pureza (Colégio Estadual Abílio César Borges)

Foto: Dayse Faleta


Modalidades Coletivas

FUTSAL FEMININO
01 Medalha de Prata

Equipe feminina do Colégio Integral, Salvador
Foto: Marcus Carneiro



 HANDEBOL FEMININO
01 Medalha de Bronze

Equipe feminina do Colégio Estadual Democrático Ruy Barbosa, de Teixeira de Freitas.


Foto: Marcus Carneiro



Textos, fotos, vídeos de cobertura das etapas nacionais estão no site www.sudesb.ba.gov.br e nas redes sociais da Sudesb: 
Instagram - @Sudesb // Facebook - @sudesb // Twitter - @sudesb


28/11/2017 - Ascom Sudesb // Hilda Fausto – DRT 1748

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Jogos Escolares - Bahia conquista duas medalhas no último dia das modalidades coletivas


Com a vitória emocionante sobre a equipe do Ceará, por 8 a 7, as meninas do handebol, do Colégio Estadual Democrático Ruy Barbosa, de Teixeira de Freitas, conquistou medalha de bronze, nos Jogos Escolares da Juventude – etapa 15 a 17 anos. A partida, que decidiu o terceiro lugar no pódio, foi realizada no sábado (25), em Brasília, último dia dos jogos. Na outra decisão, as meninas do futsal, do Colégio Integral, de Salvador, ficaram com o segundo luar e a medalha de prata, após perder para o time de Rondônia, por 5 a 2.

A medalha de bronze foi comemorada como se fosse ouro pelas meninas do interior baiano. Capitã e goleadora da equipe, Jhully Franco falou da emoção. “Foi difícil, foi suado. Estávamos perdendo por 6 a 2 e conseguimos empatar e virar. Ficamos em terceiro, mas com gosto de primeiro lugar. Tenho certeza que a cidade de Teixeira de Freitas vai se orgulhar de termos representado bem a Bahia”, disse. 

A medalha de prata do futsal teve um sabor amargo. As baianas, que vinham goleando suas adversárias, não conseguiram passar pela batalha final e foram derrotadas pela forte equipe de Rondônia, pelo placar de 5 a 2. 

“A gente sabia das dificuldades de enfrentar a equipe de Rondônia, que tem a artilheira de toda competição (Geisiane Fiorotti marcou 17 gols). Lutamos pelo ouro, mas não aconteceu. Estamos felizes de levar para a Bahia mais uma medalha. Isso mostra que o trabalho tem crescido e dado certo”, disse o treinador da equipe, Marcones Ribeiro. 

Com o fim das duas etapas – modalidades individuais e coletivas –, os estudantes baianos asseguraram 12 medalhas na etapa nacional dos Jogos: dois de ouro (judô), duas pratas (judô e vôlei de praia) e seis de bronze (judô, atletismo e luta olímpica). Pelas modalidades coletivas, prata no futsal e bronze no handebol. Somados os resultados a Bahia foi superior aos anos de 2015 e 2016, quando conquistou 11 medalhas no total. 

Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a etapa de 15 a 17 anos dos Jogos Escolares da Juventude, que aconteceu em Brasília, reuniu quase 4000 atletas de todos os 27 estados do país. Foram 10 dias de muito esporte, cidadania e educação, onde estudantes de 1360 colégios públicos e privados de todas as regiões do Brasil participaram da competição em 14 modalidades (atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, lutas, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez). 
...

Toda a delegação da Bahia, tanto dos jogos individuais quanto coletivos, viajaram com apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), que realizou a seletiva baiana e fretou avião para garantir mais conforto e agilidade no traslado das duas delegações, entre atletas, oficiais, fisioterapeuta, jornalistas, técnicos e professores. 

Para 2018, os Jogos Escolares passarão por uma readequação. A etapa nacional da competição acontecerá em apenas uma cidade e reunirá as duas faixas etárias (12 a 14 e 15 a 17 anos). 

Ascom Sudesb 
26.11.2017 

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Jogos Escolares - Bahia disputa neste sábado (25), medalhas no futsal e handebol feminino




As equipes femininas de futsal e handebol da Bahia vão disputar medalhas de ouro e bronze, respectivamente, pelos Jogos Escolares da Juventude – etapa nacional. O futsal do colégio Integral, de Salvador, duela contra o time de Rondônia. Já o handebol, do Colégio Estadual Democrático, de Teixeira de Freitas, decide o terceiro lugar contra o time do Ceará. As duas partidas ocorrem na manhã deste sábado (25), em Brasília (DF). 

Nas semifinais, disputadas nesta sexta-feira (24), a equipe baiana de futsal goleou o time de Alagoas, por 10 a 1. Com mais da metade da equipe com jogadoras que foram bicampeãs nos Jogos Escolares de 2015 e 2016 (na faixa-etária de 12 a 14 anos), o experiente time liderado pelo professor Marcones Ribeiro, chega forte para conquistar mais uma medalha de ouro na competição. 


Pelo handebol, as meninas não conseguiram superar a forte equipe do Amazonas. Mesmo demostrando muita vontade e garra, o time baiano foi goleado, por 36 a 11. A disputa do terceiro lugar será contra uma velha conhecida, o Ceará. Ainda na fase de grupos, a Bahia havia perdido para o time cearense pela diferença de um gol, 9 a 8. No jogo que vale medalha de bronze, o treinador da equipe, Ueder Moreira, promete vitória. “Vamos lutar e conquistar essa medalha para Teixeira de Freitas e para a Bahia. Estamos muito confiantes”, prometeu. 

Os Jogos Escolares da Juventude , organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), são o maior evento estudantil esportivo do Brasil e hoje é tida como referência internacional. A competição, de abrangência nacional, reúne milhares de alunos/atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país.

Toda a delegação, tanto dos jogos individuais quanto coletivos, viajaram com apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), que realizou a seletiva baiana e fretou avião para garantir mais conforto e agilidade no traslado das duas delegações, entre atletas, oficiais, fisioterapeuta, jornalistas, técnicos e professores.

Ascom Sudesb
24.11.2017

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Nova geração invade quadra nos Jogos Escolares da Juventude

Foto:Dayse Faleta

Com o encerramento da participação das modalidades individuais, entram em cena os jogos coletivos. Os 84 atletas das modalidades de handebol, basquetebol, voleibol e futsal – masculino e feminino – disputam os jogos até sábado próximo, dia 25 de novembro. Muitos dos estudantes atletas de 15 a 17 anos, estão participando pela primeira vez.

O atleta de basquete, Thyganá Almeida, 15 anos, estudante do colégio Salesiano, de Salvador, é um dos muitos jovens que participam pela primeira vez dos Jogos Escolares da Juventude, que estão sendo disputados este ano, em Brasília (DF). Nesta terça-feira, 21, Thyganá estreou na competição contra a equipe de Goiás, e venceu por 57 a 53.

Com o sonho de conquistar a primeira medalha e levar a equipe para ascender à segunda divisão do torneio nacional, Thyganá tenta repetir o sucesso de seu pai, Jandiro Almeida, bicampeão brasileiro master e treinador da seleção baiana juvenil, em 2005.
Foto: Dayse Faleta
Jandiro, que já participou dos jogos estudantis como atleta, hoje atua como fisioterapeuta da delegação baiana. Na primeira partida de Thyganá, o pai não conseguiu conter a emoção de acompanhar o filho de perto, atuando na mesma modalidade esportiva que fez sucesso. “Bastante gratificante. Não pelo basquete em si, mas por ele estar envolvido nesse processo do esporte. Por ter sido o primeiro dia, foi bem angustiante acompanhar o jogo assim tão de perto, ainda estou tomado pela emoção”, disse.

Filho de peixe, peixinho é – Thyganá, que espera seguir os passos do pai, tem aproveitado bem as dicas que tem recebido nos treinamentos e na beira da quadra. Ele garante que o incentivo só faz ajudar durante a partida. “Para mim, os jogos têm um significado muito grande. Principalmente pela minha família que veio torcer por mim e por meus companheiros. O incentivo deles fora da quadra foi e será fundamental na sequência dos jogos”, disse.

Na quadra, jogando como ala, mesma posição em que seu pai jogou, Thyganá mostrou habilidade, disposição e muita confiança. “É bom ter um pai que já brilhou no mesmo esporte que escolhi jogar. Pretendo seguir a mesma carreira”, revelou o aluno/atleta.
 
Com potencial de revelar talentos, os Jogos Escolares da Juventude são o maior evento estudantil esportivo do Brasil e hoje é tida como referência internacional. A competição, de abrangência nacional, reúne milhares de alunos/atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. A delegação baiana viajou em voo charter, contratado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte. Além de garantir o deslocamento, a Sudesb também oferece uniformes aos atletas, técnicos e dirigentes.

Foto:Dayse Faleta

Jogos – Para representar a Bahia na etapa nacional, as equipes tiveram que disputar e vencer os confrontos das seletivas municipais e estaduais – reunindo equipes da capital e do interior baiano –, promovidas pela Sudesb.

Nesta fase dos Jogos Escolares, as equipes de cada canto do país são divididas em três divisões, de acordo com a colocação do estado na edição anterior do evento. Ao final do torneio, as duas melhores equipes da segunda e da terceira divisão conseguem o acesso do estado para a divisão superior no evento do ano que vem. Os dois estados com pior desempenho tanto na primeira quanto na segunda divisão são rebaixados. Nesta faixa-etária, as equipes baianas disputam a terceira divisão.

A Bahia está sendo representada da seguinte forma: handebol feminino (Colégio Estadual Democrático/Teixeira de Freitas), e o masculino (Colégio São José/SSA). O futsal, masculino e feminino; basquete e vôlei feminino, todos representados pelo Colégio Integral/SSA. Basquete e vôlei masculino, representados pelos Colégios Salesiano e Módulo, respectivamente.

Resultados dos jogos desta terça-feira (21)

Handebol
Bahia 17 x 25 Amazonas (M)
Bahia 18 x 14 Tocantins (F)
Vôlei
Bahia 0 x 2 Sergipe (M)
Bahia 0 x 2 Goiás (F)
Basquete
Bahia 57 x 53 Goiás (M)
Bahia 42 x 35 Rio Grande do Norte (F)
Futsal
Bahia 7 x 3 Tocantins (M)
O futsal feminino estreia nesta quarta-feira (22)

Para mais fotos: http://bit.ly/2iE64hG
Veja, também, cobertura por meio das redes sociais da Sudesb:
Instagram: @Sudesb // Facebook: @sudesb // Twitter: @sudesb


Ascom Sudesb
Marcus Carneiro
20.11.2017

Com 17 anos e 2,12m de altura, Gabriel Gonçalves chama atenção no basquete

Foto Reprodução: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB

De fora de quadra, até parece que o jovem Gabriel Gonçalves está jogando contra atletas mais novos do que ele. Com 17 anos e 2,12m de altura, o pivô do Colégio Salesiano Nazaré, de Salvador (BA), chama atenção nos jogos de basquete do time por conta da sua altura. Apelidado de "gigante", ou simplesmente GG, de Gabriel Gigante, o jovem atleta praticava natação até os 12 anos, e foi parar no basquete por influência dos amigos.

- Eu tinha uma altura normal até os 12 anos, aí cresci de repente e fiquei mais alto que todo mundo. Eu praticava natação nessa época, mas, por influência dos amigos, fui pro basquete. Gosto muito do esporte e a minha altura ajuda muito nas partidas - contou Gabriel.

Esta é a segunda vez que o pivô baiano disputa os Jogos Escolares da Juventude. Ano passado, na primeira vez que participou, viu o time ser eliminado ainda na fase de grupos. Para este ano, o objetivo é sair com a taça de campeão. O primeiro passo foi dado nesta terça-feira, com a vitória por 57 a 53 em cima dos goianos do Colégio Estadual da Polícia Militar de Anápolis.

Foto Reprodução: Alexandre Loureiro/Exemplus/COB


- A gente veio para ser campeão. Temos que jogar com calma e sabedoria para conseguir esse objetivo. Ano passado, fomos eliminados ainda na primeira fase. Para este ano, queremos o título - disse Gabriel.

Fã de LeBron James, Stephen Curry e Isaiah Thomas, o gigante baiano sonha em se tornar jogador profissional, e já sabe quais times quer defender.
- Na NBA, quero jogar no Cleveland. Já no NBB, quero defender o Flamengo - falou Gabriel.

Os Jogos Escolares da Juventude ocorrem até o dia 25 de novembro. Quase 4 mil alunos de todo o Brasil, entre 15 e 17 anos, estão em Brasília disputando 14 modalidades. Esta é a segunda parte dos jogos, a primeira foi disputada por alunos de 12 a 14 anos, no mês de setembro, em Curitiba.

Fonte:globoesporte.com
https://glo.bo/2zbjNmq

Ascom Sudesb
21.11.2017

Bahia conquista 10 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude



Muita emoção e determinação marcaram a participação dos atletas da Bahia no terceiro e último dia de provas das modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude, encerrado neste domingo, 19, em Brasília. Em provas decisivas, os jovens baianos faturaram o ouro e a prata, na luta por equipes do judô masculino e feminino, respectivamente; a prata, numa disputa acirrada no jogo de vôlei de praia, dupla masculina; e uma medalha de bronze, até então inédita, na luta olímpica, categoria por equipe mista. Com esses números, a delegação da Bahia das modalidades individuais despede-se dos Jogos Escolares com um saldo de dez medalhas.


Nos dois primeiros dias, atletas de judô já haviam conquistado uma medalha de ouro e quatro de bronze, sendo, portanto, a modalidade individual que mais medalha deu à Bahia nesta edição dos Jogos Escolares da Juventude, organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro. 



O número de medalhas assegurado por atletas de 15 a 17 anos é o mesmo do ano passado, com um diferencial importante: o ouro e a prata no judô por equipes era algo inédito até então, assim como o bronze por equipe na luta olímpica. Outra novidade desta edição foi a conquista da prata pelo vôlei de praia, sendo a primeira medalha da Bahia nessa modalidade esportiva.



Com esses resultados, o judô masculino e feminino da Bahia, na faixa etária de 15 a 17 anos, passa a integrar a primeira divisão dos Jogos Escolares da Juventude, assim como o vôlei de praia masculino. Além de passar a fazer parte da categoria elite dos Jogos Escolares, cada um dos atletas que conquistaram o ouro e a prata passam a ter direito ao benefício do Bolsa Atleta, do Ministerio do Esporte, no valor de R$390,00, durante dez meses. O recurso é para ajudar na preparação técnica dos jovens.


...


Modalidades coletivas – Com o encerramento da participação das modalidades coletivas, entram em cena os jogos coletivos. A delegação da Bahia já está em Brasília, com 84 atletas das modalidades de handebol, basquetebol, voleibol e futsal. Os jogos terão início amanhã e seguem até sábado próximo, 25 de novembro. 


Todas as duas delegações viajam em voo charter, contratado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte. Além de garantir o deslocamento, a Sudesb também oferece uniformes aos atletas, técnicos e dirigentes. 
Veja lista de medalhistas:

JUDÔ
01 Medalha de Ouro 
Ronaldo Fiúza Borges (Colégio Manoel Devoto) / Salvador

01 Medalha de Ouro

Categoria por equipe Masculino:
Pedro Souza de Azevedo (Colégio Cândido Portinari) 
Arnou Sena Netto (Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, de Canavieiras) 
Luiz David de Souza (Colégio Estadual Antônio Balbino, de Madre de Deus) 
Gabriel Alves Matos (Colégio Estadual Manoel Devoto) 
Ronaldo Fiúza Borges (Colégio Estadual Manoel Devoto)

01Medalha de Prata
Categoria por equipe Feminino:
Ana Karolina Santana da Silva (Colégio Estadual Antonio Balbino)
Priscila Guerreiro (Colégio Perfil)
Ana Paula Tártari (Colégio Sartre COC)
Rachel Rocha Silva (Colégio Oficina de Vitória da Conquista)
Gabrielle Santos de Santana (Colégio Estadual Régis Pacheco, de Jequié)

04 Medalha de Bronze 
Arnou Sena Lôbo Netto (Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães)/ Canavieira
Ana Karolina Santana da Silva (Colégio Estadual Antônio Balbino) / Salvador
Ana Paula Tártari (Colégio Sartre COC – Monet Vilas) / Salvador
Priscila Guerreiro Santos (Colégio Perfil) / Salvador

VÔLEI DE PRAIA
01 Prata

Cleiton Diego Negris de Sousa e Jackson Vitor Paim (ambos do Colégio Estadual Edvaldo Brandão) / Salvador

ATLETISMO
01 Bronze
Thaís Souza Martins (Escola Municipal Luís Ferreira Matos) / Jaguarari

LUTA OLÍMPICA
01 Bronze
Categoria por Equipe:
Maria Fernanda Uzeda da Silva (Colégio Sarte COC – Monet Vilas)
Thifane Graziele de Oliveira (Colégio Estadual Abílio César Borges)
Anna Luísa Monteiro (Colégio Municipal Paulo VI)
João Ataíde Correia (Colégio Estadual Abílio César Borges)
Messias Marques Magalhães (Colégio Estadual D. Jenny Gomes)
Inácio Carvalho de Pureza (Colégio Estadual Abílio César Borges)

Veja, também, cobertura por meio das redes sociais da Sudesb:
Instagram: @Sudesb // Facebook: @sudesb // Twitter: @sudesb
Para mais fotos: http://bit.ly/2zaiKTP

20/11/2017 - Ascom Sudesb // Hilda Fausto – DRT 1748